Escritores de Livro  

 

F

.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.

   Fanha José Manuel Krusse

poemas da linha da frendte

biografia: José Manuel Krusse Fanha Vicente *Lisboa, 1951 é um arquiteto, poeta e escritor de literatura infanto-juvenil português.

.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.

Fernandes

ãgua na boca,fogo no corpo

.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.

Fernando 

consolação número três

.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.

     Figueiredo Maria Ilda da Costa

no mar não há árvores

biografia: Maria Ilda da Costa Figueiredo *1948,Portugal, é uma economista e política portuguesa. Passou a infância e a juventude em Troviscal, até se mudar para Chaves com a família. Casou-se aos dezanove anos, altura em que foi para Vila Nova de Gaia. 

.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.

    Flake Otto

die Monthiver Mädchen

biografia: Otto Flake *1880-Baden Baden, †1963, foi um historiador e escritor alemão Cursou o ensino médio em Colmar e depois o superior em Estrasburgo Língua Alemã, Filosofia e História da Arte. Seu primeiro trabalho foi em Paris e Berlim, onde foi colaborador regular do jornal Neue Rundschau, sendo um dos autores mais lidos durante a República de Weimar. Nesta época realizou muitas viagens, que publicou em coletânea em 1917. Durante a Primeira Guerra Mundial Flake trabalhou na administração civil, em Bruxelas. No começo de 1918 transferiu-se para o Deutsche Allgemeine Zeitung, como diretor, por breve período. Contrário à guerra, estabeleceu-se em Zurique, onde juntou-se ao círculo dos dadaístas. A partir de 1928 mudou-se com a família para Baden-Baden. Escreveu sobre ele Tucholsky que era um dos maiores ensaístas alemães, ao lado de Heinrich Mann, e Stefan Zweig teceu-lhe elogios. Em 1933 Flake foi o 22º subscritor das 88 cartas de apresentação e lealdade a Adolf Hitler, na Gelöbnis treuester Gefolgschaft, na qual pediu apoio para seu editor Samuel Fischer (que figurava, no anais do nazismo, como judeu). O próprio Flake, na terminologia nazi, era um "Halbjüdin", ou meio-judeu e com aquele gesto imaginava colocar-se em proteção. Por essa assinatura recebeu duras críticas, dentre outros, de Thomas Mann, Bertolt Brecht e Alfred Döblin. Após a II Guerra Flake foi nomeado pelas forças de ocupação francesas como membro do Conselho de Cultura, em Baden-Baden, responsável pela realização de exposições e palestras. Como natural da Lorena, fez campanha pela reconciliação entre alemães e franceses. Sua última obra foi escrita em 1945. Foi casado cinco vezes com quatro esposas (casou-se duas vezes com a mãe de sua filha Eva Maria). Sua obra Das Ende der Revolution (1920) foi indexada como proscrita na extinta República Democrática Alemã.

.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.

     Floriot René

erros judiciários

biografia: René Floriot * 1902; † 1975 foi um advogado francês, e, segundo Antônio Evaristo de Moraes Filho (?), um "dos mais famosos maîtres de França" na segunda metade do século XX. Ele defendeu, entre outros, Magda Fontanges, Otto Abetz, Marcel Petiot, Pierre Jaccoud, Gustave Mentré, os policiais Souchon e Voitot num caso que envolveu Ben Barka, Moise Tshombe (e Georges Pompidou).

.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.